Chico Taquara, parteiro e terapeuta holístico

ocultista
Muitas pessoas pensam que Chico Taquara, de São Thomé das Letras, foi apenas um místico lendário que imitava o profeta João Baptista, pelo fato dele se alimentar apenas de mel, leite e plantas. Pelo contrário, Chico Taquara foi real, morava na Gruta do Carimbado, era parteiro, rezador e terapeuta holístico. Prestou um bom serviço social na povoação e receitava remédios da natureza para as pessoas doentes. Ele era "não dualista", termo que em filosofia Vedanta significa não aceitar a divisão de Deus em pedaços. Cavalo, boi, pessoas, joaninhas, estrelas, vento, oceano - tudo é visto como Deus e sua manifestação. Não existe diferença entre Deus e sua manifestação, embora reconheça o universo como um sonho que vai se desfazer. Ele untava os longos cabelos com mel, talvez como algum processo terapêutico, e as abelhas pousavam em sua cabeça. Henrique José de Souza, da eubiose, chegou a mencioná-lo como um arquétipo da evolução e patrono espiritual de São Thomé das Letras. Em 1916, desapareceu sem deixar vestígios. Leia mais aqui
Por Marco Aurélio Dias
Veja esta notícia também em PDF, no Uol Mais, no Luis Nassif, no Google+

Compartilhe esta notícia

Anúncios Dentro das Postagens